É obrigação dos filhos cuidar dos pais?

Muitos pais têm em mente que seus filhos vão lhes cuidar quando estes ficarem idosos. Mas cabe aos filhos tal responsabilidade? Conforme o artigo no Estatuto do Idoso cabe à família, comunidade e sociedade cuidarem dos idosos assegurando-lhes, saúde, alimentação, moradia.

Segundo tais artigos, a família é a responsável pelos cuidados com os idosos. Ao interpretar o parágrafo fica claro que não é obrigação apenas dos filhos. Mas há muitas controvérsias. Alguns advogados defendem legitimamente que os filhos tem total obrigação de cuidar dos pais. Mas na prática como isso funciona?

Pais que cuidam dos filhos x filhos que vão cuidar dos pais

De acordo com advogados que defendem essa questão, eles afirmam dizendo que está bem claro no Estatuto do Idoso, aonde os pais são os responsáveis na criação dos seus filhos e posteriormente os filhos devem amparar os seus pais na velhice.

Algumas pessoas não concordam com essa questão, mas cabe aos filhos assegurar o apoio devido para que os seus pais não passem dificuldades. Caso eles não consigam cuidar no dia a dia, internar em uma clínica de repouso ou chamar um profissional para cuidar.

Desentendimentos familiares

Quando o filho é único, não existem muitas questões que possam gerar conflitos. De fato será ele o responsável. Mas quando são irmãos, os problemas tendem a aumentar. Segundo os advogados, na maioria dos casos que atendem, apenas um acaba se tornando o responsável e o outro (os) não assumem a responsabilidade alegando problemas.

É óbvio que cuidar de um idoso não é uma simples tarefa, ainda mais quando ele tem problemas de saúde o que agrava a situação. Mas em todo caso, a família precisa ficar unida. Em momentos difíceis pedir ajuda de um advogado, psicólogo será sempre bem vindo. Nestas horas é válido lembrar o que seus pais, que agora são idosos, já fizeram pelos filhos.

Cuidar dos pais

Mãe idosa e sua filha

Como encontrar uma solução?

Além de reunir a família para conseguir achar um bom caminho para que todos consigam entrar em acordo, é importante escutar a opinião dos pais, o que eles acham melhor se estes ainda são capazes de responder por si. Dar voz a eles também os motiva, pois eles acreditam que continuam podendo ajudar de alguma forma e aumenta a autoestima do idoso.

Se forem mais irmãos e houver algum revezamento é importante colocar regras e que estas sejam bem esclarecidas. Se com o tempo o convívio dos pais no domicílio ficar difícil, mesmo com a contratação de um cuidador, o aconselhável é ele ir para uma casa de repouso.

Como explicar aos pais que eles não vão mais morar em casa?

A decisão de colocar os pais num asilo, ou clínica de repouso nem sempre é uma tarefa fácil e, por mais que a maioria entre em um acordo, haverá alguém para criticar. Mas sempre deverá ser levado em conta o estado de saúde dos seus pais.

Se é algo mais delicado, a clínica é a melhor escolha porque é lá que eles terão profissionais para lhes atender e oferecer o melhor tratamento. Com uma equipe de profissionais a disposição ficará mais fácil o idoso conseguir melhorar ou ainda se recuperar.

Asilo ou clínica de repouso. Como contar aos pais?

Dependendo do estado de saúde mental é bom deixar claro que esta escolha é sempre para o seu bem. Conheça bem as clinicas de sua cidade, converse com seus familiares, escute outras pessoas e diga aos seus pais que é o melhor pra eles.

Muitos ainda têm em mente que uma clinica de repouso é algo onde o idoso fica esquecido, mas não é assim. Hoje as clinicas servem como um espaço de cuidado para com o idoso e ainda de socialização. Algumas vezes o idoso pode até sair da clínica porque teve melhoras. Que tal rever conceitos?

Relacionados

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *