Quais os tratamentos para depressão e ansiedade nos idosos

A Depressão em Idosos é mais comum do que imaginamos. Ao contrário do que muitos pensam, esta não é uma doença de jovens estressados. A depressão pode afetar qualquer pessoa, em qualquer idade, e é uma doença grave embora muitos não a reconheçam assim. Mas felizmente a depressão tem tratamentos.

Na terceira idade, a depressão e a ansiedade quase sempre estão ligadas ao abandono e desrespeito. Por isso, é muito importante dar o máximo de carinho e atenção possível para os idosos.

Os sintomas da ansiedade podem ser apertos no peito, calafrios, tremores, medos sem motivo, dificuldade para dormir, etc. Muitas das vezes, esses sintomas podem culminar na síndrome do pânico, quando o idoso começa a sentir um medo exagerado e sem motivo aparente, deixando de sair de casa, ou deixando de receber as pessoas em sua residência.

Esses sintomas são causados pelo estresse do dia-a-dia. Nos idosos, a ansiedade e a depressão costuma ser reflexo da iminência da morte, algumas dificuldades físicas, dependência de outras pessoas, morte de amigos, etc.

Os Tratamentos

Como já dissemos, a depressão e a ansiedade podem se tornar doenças graves, se não forem tratadas. Por isso, é muito importante fazer um diagnóstico rápido da doença e iniciar os tratamentos, logo nos primeiros sintomas. A tristeza intensa em um idoso não pode ser vista como parte normal do envelhecimento.

A primeira coisa a se fazer, é procurar um médico psicólogo para fazer o diagnóstico correto e indicar os melhores tipos de tratamento. Muitas das vezes, o tratamento para a depressão e a ansiedade consiste apenas em consultas psicoterapêuticas. Mas em alguns casos, é necessário o uso de medicamentos.

Conheça os tratamentos para depressão e ansiedade em idosos

Muitas pessoas são contra o uso de medicamentos anti-depressivos (como o cloridrato de sertralina, fluoxetina, paroxetina e outros inibidores seletivos da recaptação de serotonina), porém é preciso entender que a depressão é uma doença, e assim como tratamos a diabetes e a hipertensão com uso de medicamentos, por exemplo, temos também que fazer o uso de medicamentos para tratar a depressão.

E hoje em dia, já existem medicamentos especialmente para os idosos, com uma dosagem mais baixa, de acordo com o seu corpo e o grau de depressão e ansiedade.

A terapia cognitivo-comportamental é um tipo de tratamento demorado, porém, muito eficaz. A parte cognitiva ajuda as pessoas a mudar os padrões de pensamento que suportam os seus medos e a parte comportamental ajuda as pessoas a mudar a forma como reagem à ansiedade.

Alguns profissionais são especializados no tratamento de idosos. Vale a pena procurar por um psicólogo que tenha mais experiência com a ansiedade e a depressão da terceira idade.

Aliado às sessões de terapia e ao uso dos medicamentos, é importante que o idoso pratique atividades físicas, ou atividades de relaxamento, como a ioga, por exemplo. Fazer atividades prazerosas e divertidas também ajuda a acabar com os sintomas da depressão.

Relacionados

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *