Como Aplicar Insulina?

A insulina é um hormônio produzido naturalmente pelo nosso organismo, mais especificamente pelo pâncreas, e uma de suas principais funções e controle do índice glicêmico. Por isso, quem sofre com o diabetes pode precisar de utilizar doses extras de insulina para reduzir a taxa de açúcar no sangue. Para que você entenda isso melhor, é preciso explicar que o diabetes é causado pela produção insuficiente ou ação incorreta da insulina no organismo. Esses dois problemas levam a um aumento nas quantidades de glicose presente no sangue, acarretando uma série de malefícios para o organismo.

Dependendo do caso, o médico poderá receitar as injeções de insulina como forma de controlar o problema, além de medicamentos tomados por via oral.  Esse procedimento é chamado na medicina de insulinoterapia.

Somente um médico pode indicar o uso da insulinoterapia, porque existem no mercado diferentes tipos de insulina e também é diverso o modo de utilização, conforme as especificidades apresentadas por cada paciente. Por isso, o ideal é sempre tirar qualquer dúvida quanto à aplicação da insulina como o especialista, evitando assim um mau uso da substância pelo diabético.

As instruções que você irá encontrar aqui não substituem as informações dada pelo médico. Elas servem apenas como orientação básica para quem tem questionamentos a respeito do tipo de agulha a ser utilizada, locais de aplicação e armazenamento correto da insulina, dentre outras questões.

Insulina

Insulina

Instruções Preliminares Sobre a Aplicação

A principal dúvida é em relação ao tamanho da seringa e forma de aplicação. Primeiramente, é preciso esclarecer que a insulina deve ser aplicada no tecido subcutâneo, uma espécie de camada de gordura que temos logo abaixo da pele. Por que a insulina deve ser aplicada ali?

Nesse tecido, a absorção da insulina pelo organismo é mais lenta, diferentemente do que acontece no músculo. Assim, caso o hormônio seja injetado no músculo, a rápida absorção pode levar a uma queda do índice glicêmico e, em alguns casos, até ao coma hipoglicêmico.

Essa introdução explica porque o tamanho da agulha da injeção de insulina tem tamanho entre 4mm a 8mm. Ela é mais curtinha para não ultrapassar o tecido adiposo e chegar aos músculos. Esse tamanho deve ser definido pelo médico com base nas características corporais do paciente e dos locais onde ele poderá aplicar a insulina.

O ângulo de aplicação também é importante, sobretudo nas pessoas mais magras (que não tem uma camada de gordura muito espessa). O ideal é fazer a pega da pele (como um beliscão) e inserir a agulha em 45º ao invés de 90º. Porém, todas essas instruções devem ser passadas pelo médico para que não haja dúvida em relação a aplicação.

Locais de Aplicação

Os locais onde a insulina será aplicada também podem variar conforme as condições de cada pessoa. De um modo geral, o melhor são as regiões mais gordurosas do corpo, onde não há chances de se atingir os músculos facilmente. Veja as principais partes do corpo onde a insulina costuma ser aplicada:

Insulinoterapia

Insulinoterapia

  • Região abdominal;
  • Região frontal e lateral externa da coxa;
  • Parte superior do braço;
  • Cintura;
  • Parte superior e lateral das nádegas.

Devo aplicar sempre no mesmo lugar?

Não. O ideal é fazer um rodízio desses locais, pois a troca evita alguns problemas relacionados à aplicação constante da medicação. Segundo especialistas, o ideal é que haja um intervalo entre 20 e 30 dias nas aplicações no mesmo ponto, mas isso não quer dizer que você não possa fazer a aplicação no mesmo local. A distância entre um ponto e outro deve ser de aproximadamente 3cm. Assim, pode ser bom marcar o ponto de alguma forma para que você não aplique sobre ele nos próximos 30 dias. Os locais de aplicação também interferem no tempo de absorção da insulina pelo organismo.

Na barriga a absorção é mais rápida que na coxa ou no braço, por exemplo. Então a escolha dos lugares também devem passar pela orientação médica. Há que se pensar ainda no conforto de quem tomará a insulina diariamente, pois alguns lugares podem se mais doloridos que outros ou mais difíceis de serem usados em lugares públicos. Todos esses fatores devem ser analisados em conjunto pelo paciente e pelo médico, a fim de encontrar o melhor sistema de rodízio nas aplicações.

Aplicação Correta da Insulina

Antes da aplicação, é preciso separar os materiais necessários: amplo de insulina prescrita pelo médico, seringa adequada, agulha, algodão e álcool. Depois, quem vai aplicar (seja o paciente ou um cuidador) precisa lavar muito bem as mãos com água e sabão para evitar qualquer tipo de contaminação. O local deve ser limpo com o algodão embebido em álcool também para evitar a presença de microrganismos que podem causar infecções. Outra instrução importante é troca de seringa a cada aplicação.

Alguns tipos de insulina (cor leitosa) precisam ser misturadas antes da aplicação. Para misturar o líquido, basta rolar o frasco pelas mãos com cuidado algumas vezes até que a insulina fique totalmente homogênea. A mistura não é necessária para as insulinas que são transparentes. O algodão com álcool deve ser usado para limpar a tampa do frasco.

Observe na seringa a quantidade de insulina recomendada e encha-a de ar até esse limite. Depois retire a tampa plástica da agulha, apoie o frasco em uma superfície plana e estável, introduza a agulha pela tampa de borracha e injete o ar da seringa dentro do frasco. Com cuidado, vire o frasco de cabeça para baixo e puxe a quantidade de insulina recomendada. Nesse ponto, é muito importante observar se houve formação de bolhas de ar dentro da seringa. Se isso acontecer, é preciso devolver o líquido e repetir processo.

Então retire a agulha do frasco com cuidado. Limpe a região onde a insulina será aplicada com álcool e espere a superfície secar totalmente. Então segure a seringa entre o dedo polegar e o indicador e faça um movimento rápido em direção à pele, inserido totalmente a agulha. O ângulo de aplicação e a necessidade de pega, como comentamos antes, irá depender das instruções do médico. Depois de inserir a agulha rapidamente, aplique o líquido lentamente até que todo o líquido seja injetado. Uma dica é retirar a insulina da geladeira cerca de 15 minutos antes da aplicação, pois se ela estiver gelada a sensação de dor será maior.

Agora retire a agulha da pele com cuidado e pressione o local com um pedaço de algodão seco para evitar a saída de sangue. Evite esfregar o local ou apertar demais pois isso também costuma causar sangramento, além de interferir na absorção da insulina. Tampe a agulha com a tampa plástica e descarte no lixo conforme as recomendações. Em caso de dúvida, converse com o médico e esclareça antes da aplicação.

Relacionados

Deixe sua mensagem

Your email address will not be published. Required fields are marked *